Giro Policial
Tendência

Caso Pedrolina: Jovem de 20 anos confessa ter estuprado e matado a estudante

A Polícia Civil do DF, identificou e prendeu o suspeito de estuprar e assassinar a assistente social Pedrolina Silva, de 50 anos, no último domingo, dia 01 de Setembro. João Marcos Vassalo da Silva Pereira, 20 anos, foi detido na tarde desta terça-feira, dia 03 de Setembro, mas só no dia seguinte, confessou o crime. O corpo da assistente social foi encontrado às margens do Lago Paranoá, com lesões corporais e manchas de sangue na roupa.

De acordo com informações da PCDF, o jovem conhecia a vítima “só de vista”, uma vez que eram vizinhos, no Condomínio Paranoá Parque. A assistente social trabalhava em uma farmácia em Taguatinga. No dia em que foi assassinada, esperava uma amiga em uma parada de ônibus da Asa Sul. As duas iam passar o dia em um clube. Contudo, pouco depois de desembarcar, aconteceu o ataque.

O caso é investigado pela 1ª DP da Asa Sul. A delegada cartorária que cuida do caso, Bruna Eiras, disse que na tarde de terça-feira, dia 03 de Setembro, João Marcos foi preso por tentativa de estupro na região do Lago Sul. Ele teria abordado uma mulher em uma parada de ônibus fingindo portar uma faca. No entanto, ela conseguiu agredir o homem e uma testemunha acionou a Polícia Militar.

Até então, as equipes não tinham conhecimento do caso de Pedrolina. “Investigamos e vimos semelhanças da imagem divulgada com o modus operandi de abordar em paradas e levar para o mato”, explica a delegada.

Uma denúncia anônima de que os dois eram vizinhos e a assistente social já havia sido ameaçada por ele ajudou os policiais a ligar os fatos. “Ele já estava preso e confessou hoje. Não podemos falar com 100% de certeza que ele é o autor, mas temos grandes indícios da autoria.”

João Marcos admitiu ainda ter estuprado Pedrolina e que a morte foi causada por um corte de faca no pescoço. A Polícia Civil aguarda o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML). O suspeito já havia sido preso duas vezes por tráfico de drogas e tentativa de roubo.

O ataque 

Às 9h36, Pedrolina enviou uma mensagem de áudio à amiga, avisando que havia chegado na parada de ônibus da L4 Sul onde iriam se encontrar. Cerca de seis minutos depois, no entanto, ela foi abordada por João Marcos. Câmeras de segurança de uma universidade flagraram o momento em que ele se aproxima correndo da vítima e os dois entram em uma luta corporal. Em seguida, ela é arrastada para fora do alcance das imagens até uma área de mata fechada, onde foi morta.

Carinhosamente chamada por amigos e familiares de Lina, ela formou-se em Serviço Social em 2017. Para o trabalho de conclusão de curso, pesquisou a violência contra a mulher, com foco na lei Maria da Penha. Vizinhos guardam na memória a imagem de uma pessoa calma e dedicada. O velório e enterro de Pedrolina será nesta quinta-feira (5/9), no Cemitério Campo da Esperança de Taguatinga.

Com informações do Correio Braziliense.

Em breve, mais informações!  

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios